Rss Feed


  1. Olá pessoal, como estão?
       
    Hoje vim falar de um livro que eu gostei muito quando eu li e acho que muitos de vocês também gostaram.
    O livro se passa na Segunda Guerra Mundial, onde na Alemanha Hitler estava no poder.
    O livro é contado pela própria Morte que tão impressiona por encontrar a menina 3 vezes decide contar a sua história.
    A história gira em torno de Liesel Meminger uma menina que com sua mãe e seu irmão estão andando de trem e após algumas tosses roucas de seu irmão ela vê que ele está com o olhar cinza e o rosto pálido e é assim que seu irmão morre.
    Após o enterro de seu irmão, Liesel encontra um livro que o coveiro do local deixa cair e sem devolver Liesel pega o livro para ela, sendo esse o primeiro de muitos outros livros que serão roubados por essa incrível menina.
    Liesel após um tempo é levado para pais adotivos os Hubermann, mas não entende porque sua mãe a deixou, na sua nova moradia e com seus novos pais é que Liesel passa a maior parte de suas aventuras.


    Ela não se dá bem com sua mãe que a xinga toda vez que pode, mas com seu pai chamado Hans ela tem uma grande afeição e que também é uma das pessoas que ela mais ama.
    Nessa história é claro que teria que haver um romance e Rudy é esse tal de menino que Liesel irá se “apaixonar”, é uma palavra muito forte para essa época onde a amizade é a maior afeição que se pode ter.
    Muitas coisas alegres acontecem em sua vida, é claro que com Hitler no poder não é nenhuma beleza, mas pelo menos é o que se pode ter. Mas também chega o momento de tensão e é onde muitas pessoas começaram a se apaixonar pela história.
    Um judeu amigo de Hans chega na casa deles e pede refúgio em seu porão para que não seja levado para os campos de concentração e provavelmente exterminado.
    Depois dessa parte ninguém mais consegue parar de ler e no decorrer da história tudo fica mais claro e com um toque de curiosidade você não irá querer parar de ler.


    Gosto muito da personalidade da Liesel, é uma menina valente e quem tem um objetivo e também não gosta de ficar quieta quando uma coisa não está certa e o Rudy é outro personagem favorito ele sempre tenta dar em cima da Liesel e com um toque engraçado conquista muitos leitores. 
    Nota

    Nossa pessoal quem já leu deve saber que essa história fica na sua cabeça por muito tempo e quem ainda não leu o que está esperando para começar.


    Vídeo no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=S0pm2xD-bto

    Espero que tenham gostado.


    Até a próxima.
    |


  2. 6 comentários :

    1. Oii Caíque, tudo bem?
      Fique apaixonada pelo livro assim que terminei, chorei pelo Rudy, fiquei apaixonada por Max, até shippava Liesel com Max hahaha, confesso que no filme chorei mais que o livro, ficou muito boa sua resenha :D
      Fique com Deus!!
      www.doceliterario.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, tudo sim e com você?
        O livro é demais. A cada minuto chorei, me apaixonei e pirei. Ksksk. Não há palavras para descrevê-lo.
        Beijos..

        Excluir
    2. Sou completamente apaixonada por esse livro. Marcou muito minha vida. Li pela primeira vez na escola, em 2009, fiquei encantada. Li (e comprei) de novo em 2013 e foi tudo tão novo. A menina que roubava livros se renova a cada leitura. Adoro a forma como Zusak escreve, adoro o fato de ser a morte a contar a história. Deu até nostalgia agora hahaha.

      Beijo.
      www.tendadoslivros.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Esse livro tem momentos fantásticos, a nostalgia não para a cada página. Ksksk
        Beijos.

        Excluir
    3. Esse livro <3 Foi por causa dele que comecei a me interessar ainda mais nos temas Segunda Guerra Mundial e Hitler (isso já faz uns 4 anos). Mas, concordo com você, a Liesel e o Rudy são ótimos! Ah, não deixe de assistir o filme, eu gostei bastante.

      Beijos!
      livrosdawis.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Comigo também. Os livro me fez se apaixonar por coisas da Segunda Guerra Mundial. O filme nem se fala, uma pena que algumas partes foram excluídas.
        Beijos.

        Excluir