Rss Feed
  1. [RESENHA]- Augusto da autora Christa Wolf

    quarta-feira, 25 de novembro de 2015


    ISBN-13: 9788566605259
    ISBN-10: 856660525X
    Ano: 2014

    Páginas: 48
    Editora: Jaguatirica Digital


    SINOPSE: A última novela escrita por Christa Wolf conta a história do menino Augusto, que perdeu seus pais na guerra e passa três estações de um ano em um hospital na zona de ocupação soviética, no estado de Mecklemburgo, nordeste da Alemanha. Lá, ele encontra Lilo, uma adolescente que ajudava a tomar conta dos pacientes mais novos.


    Olá pessoal, como estão?

    Hoje vim aqui com mais uma novidade para esse blog super badalado. O Escrita Literária está participando do seu primeiro Book Tour com a editora Jaguatirica e o livro cedido dessa vez, para conhecer o Brasil em sua viagem, é Augusto da autora Christa Wolf.
    O livro tem uma temática que eu adoro muito: Segunda Guerra Mundial, emoções de pessoas abaladas e a morte espreitando ao redor de tudo. Claro que houve pontos fortes e fracos na história, mas isso vai ficar para o final se você desejar saber depois.
    Só vou deixar de enrolação e trazer essa pequena resenha para vocês. Então pegue um pote de pipoca com guerra derretida, um refrigerante de morte e desfrute.

    O livro basicamente conta a história de Augusto (óbvio) que, enquanto dirige um ônibus com vários turistas para Berlim, relembra sua vida 60 anos antes daquele momento. Trazendo toda sua vida jovem sofrida e seus acontecimentos durante a vida em um hospital com pacientes tuberculosos durante a Segunda Guerra Mundial.
    Órfão e sem saber como sobreviver na vida, Augusto recebe os cuidados das enfermeiras deste hospital passando boa parte do seu tempo em companhia de Lilo, uma adolescente ajudante e que ele é encantado desde o início.
    Augusto é bem tranquilo na história, não fala muito, fica na sua e, além disso, observa tudo o que Lilo faz e canta, como um encanto de hipnose amorosa. Lilo já é um pouco diferente, extrovertida, canta muito bem e consegue trazer alegria para seus pacientes doentes.
    A história não é daquelas onde a ação está à espreita, mas algo mais calmo e onde traz a infância de Augusto com aquele toque de emoção simples, mas verdadeiro. Com o tempo percebe-se o que Augusto aprende com a vida e o amor, deixando a mensagem de coisas básicas que o ser humano necessita e traz consigo.

    NOTA


    Bom pessoal, apesar do livro trazer frases e emoções bem interessantes no decorrer da história, não foi algo que eu poderia dizer: Uauuuu que maravilhoso, mas algo como: caramba, isso é bem verdadeiro.
    Tive problemas em ler o livro, já que ele é bem curto e sem nenhum capítulo. Tudo foi direto e sem uma pausa para respirar, ocasionando uma trava no decorrer da leitura.
    Fiquei bem feliz em ler o livro, pois consegui ver como a emoção das pessoas são afetadas em determinada hora e como a simplicidade é engraçada. Adorei.
    Só para avisar que o livro vai dar uma passeada e chegar às mãos do próximo leitora e blogueira Bianca Nunes do blog Mais Um Leitor. Aproveitem.

    OBS: Agradeço muito a Editora por ter cedido o livro para esse Book Tour e peço desculpas pelo meu atraso.

    E ai pessoal o que acharam da resenha? Gostam de livros baseados em Segunda Guerra Mundial? Diga nos comentários, vou adorar saber.
    Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Twitter, Instagram, YOUTUBE, GoodReads e Skoob. Sempre deixo coisas por lá.
    Espero que tenham gostado.

    Até a próxima.
    |






  2. Sinopse: Você já se perguntou, em algum momento da vida, sobre quem realmente está por trás de todos os finais felizes dos contos de fada? E o que acontece com estas pessoas quando a princesa finalmente se casa com seu príncipe encantado? Isso livro nenhum conta! Aliás, duvido que você consiga imaginar uma fada madrinha, que não seja velha demais, roliça demais ou simpática demais. Não que eu seja uma ‘Sininho’ da vida, mas sou muito diferente, do que dizem por aí. Nós, fadas madrinha, não fazemos outra coisa da vida que não ajudar as nossas princesas a encontrarem o seu final feliz. Este é o nosso único propósito. O problema é que quando ninguém está olhando, nós nos perguntamos quando chegará a nossa vez. Será que teremos que ajudar umas às outras, no final das contas? Será que o ‘felizes para sempre’ também existe para nós? Bom, meu nome é Emily. Só Emily. E esta é a minha história. Chame de conto de fada, se quiser, mas não saia por aí me descrevendo como a criatura mais adorável do universo, porque estou bem longe de ser assim. Qual é?! Só porque eu sou uma fada madrinha, quer dizer que tenho que viver de bom humor? Quem foi que te disse essa mentira?




    Olá pessoal, como estão?

    Voltei aqui finalmente com mais uma resenha bem especial da autora Kate Willians com outro tema bem interessante. Anteriormente eu havia feito outra resenha do livro da autora com o tema Distópico (veja aqui) e agora essa resenha traz o tema de fantasia (adoro!) e onde criaturas mágicas estão escondidas em todos os lugares, junto com uma fadinha muito diferente de todas as encontradas nas histórias.
    Houve vários fatos que me deixaram com um pé atrás sobre a história, mas mesmo assim foi bem agradável ler o livro como um purificador da mente muito show. Sério! Sabe quando você leu um livro com um tema pesado e depois precisa de um tempo? Esse livro deixa você muito relaxado e trás aquela paz da literatura (risos).
    Vou deixar de enrolação e trazer a resenha do livro, então pegue uma pipoca com pó mágico, um refrigerante de néctar de flores e desfrute da magia desse livro.

    O livro trás a história de Emily uma fada madrinha bem diferente das que aparecem nas histórias e a das mais bravas que eu já conheci. Emily é temperamental ao extremo no começo da história e tem um grande sonho desde que se entende por fada: realizar um desejo de uma princesa de verdade e conseguir unir um casal da realeza com seus felizes para sempre.
    Ela não se da bem com nenhuma de suas duas irmãs fadas e também tem problemas com um gnomo pra lá de persistente, que arruma inúmeras maneiras de tentar conquistar a fadinha. Esses seres mágicos vivem em certa árvore encantada na Disney e são protegidos por um véu contra olhares humanos, realizando pedidos de todos aqueles que acreditam em sua existência e poder mágico.


    Emily sempre arruma confusões por onde passa, tendo momentos cabulosos por seu estresse sem limites ou ocasionando desordem em lugares tranquilos. Em certo dia sua vida muda de ponta cabeça com a chegada de um pedido para lá de especial: uma princesa de verdade veio pedir ajuda para esses seres feéricos a fim de ajudar sua irmã com seus problemas de adolescência.


    Não demora para Emily fazer tudo o que é possível a fim de conseguir esse pedido, ocasionando um desmoronamento na sua vida familiar e social e problemas com a grande Rainha Morgana. No fim cabe a essa fadinha, cheia de problemas, realizar o desejo da sua tão esperada princesa, mas o que ela não sabia era de poder ter muitos problemas com uma adolescente rebelde e alguém bem perto de sua personalidade de pavio curto.

    NOTA

    Gente, esse livro me trouxe umas frases muito especiais que achei bem show, além de mudar muito bem o sentido de ser um ser vivo. Sempre houve histórias de fadas, mas uma com fadas realistas, cheia de emoções, ódio e tudo mais eu nunca havia lido.
    Alguns problemas que eu tive foram à construção do mundo dos feéricos onde não teve uma grande descrição e vida total dos personagens, algo um pouco rápido demais. Além de que houve uma falta de aventura bem desenvolvida e que me prendesse na história. Claro que isso pode mudar, já que recebi o livro cru sem alterações da editora, mas mesmo assim não retirou a essência da história.
    Eu recomendo para aqueles que gostam de fantasia e uma nova versão do que seria ser uma fada madrinha. Sério!

    OBS: Agradeço a autora por me escolher para ter o privilégio de receber o livro e desfrutar primeiro do que outros leitores e espero que faça muito sucesso quando o livro anterior.

    O que acharam da história? Já ouviram falar de uma fadinha mais louca do que a Sininho? Diga nos comentários, vou adorar saber.
    Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Twitter, Instagram, YOUTUBE, GoodReads e Skoob. Sempre deixo coisas por lá.
    Espero que tenham gostado.
    Até a próxima.
    |


  3. A vida cheia de confusões de um blogueiro em crise

    segunda-feira, 9 de novembro de 2015


    Olá pessoal, como estão?

    Quanto tempo não veio aqui dizer o que anda acontecendo na minha vida literária e entre outras coisas. Ando sumido já faz um tempinho e o motivo de tudo isso é a grande correria de fim de 3º ano. Vocês não sabem como está sendo corrido e cheio de compromissos.
    A minha escola é dessas onde o TCC deve ser realizado para concluir o 3º ano e nossa como foi corrido para terminar ele. Apesar de complicações tudo deu certo e daqui um mês a apresentação vai vir com tudo... Além disso, os vestibulares também estão bem próximos e estou revisando tudo o quanto é possível para passar em uma boa faculdade (Biologia para quem não sabe).
    Claro que poderia achar horas vagas para me atualizar aqui no blog, mas tudo está carregando demais meu corpo e mente e preciso me estabilizar ou ficarei louco (Risos). Não prometo que terei tempo de atualizar tudo no blog, mas coisas bem importantes como parcerias, novidades e resenhas virão sim.
    No YouTube estou mais atualizado, mas não será por muito tempo, já que meu celular parou de pegar e era por ele que eu gravava os vídeos. Vamos ver o que acontece até lá.
    Desculpem por esses transtornos, mas espero que todos entendam... Um grande abraço para todos vocês e me desejem sorte.
    Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Twitter, Instagram, YOUTUBE, GoodReads e Skoob. Sempre deixo coisas por lá.
    Espero que tenham gostado.
    Até a próxima.


    |